21 de set de 2008

Idílio do homem ideal

"de tanto olhar as grades/ seu olhar esmoreceu e nada mais aferra/ como se tivesse só grades, na terra/ grades pra olhar... rainer maria rilke

ama muito

é carinhoso

é elegante

gosta de um bom vinho

é inteligente

conta piada

é alegre

ironicamente sutil

gosta de cinema

de literatura

de bossa nova

bom filho

bom pai

excelente amante

e é fiel, acreditem,

e não ainda assim,

mas por isso mesmo,

como contra-revolucionário

pra defender sua cota de tédio bem alimentado

aciona o botão da barbárie

e do genocídio,

e, enquanto sorri,

como convém,

cinematograficamente,

sem culpa,

posto que é favorável às cotas

enquanto sorri, enfim,

aciona o botão da barbárie

e, no através dele, outras vozes:

civilizadamente vociferam:

boa noite, Cinderela!

e, alhures,

implodem educadas bombas de genocídios:

ele é inocente! acreditem,

um poliglota de ilhotas de idiotas

sendo a culpa do lupen e do servente,

do ignorante ente,

nada tendo com isto:

o sensato inteligente!

viva viva, que é boa gente!

foda-se pro indigente!

18 comentários:

Dauri Batisti disse...

Até que enfim você voltou. Que legal. E, como sempre, com palavras cortantes.

Raquel disse...

E a mulher ideal,como seria?
Uma ótima semana!
Beijos
http://sex-appeal.zip.net
http://cara-nova.zip.net

Lekka disse...

Que bom ler tuas palavras novamente!
Beijos

Sonhadora... disse...

oi,

obrigada pela visitinha, adorei te conhecer e te ler.

bjos!

Eurico disse...

Nessa espécie de vista explodida do homem-kitsch, solapas o terreno artificial onde pisa o "políticamente correto", com fúria nietzcheana. Teus textos parecem buscar uma poética pela transvaloração dos valores dessa cultura genocida e necrófila.
Abraçamigo e solidário.

Jo disse...

rsrsrs

Época boa para falar desses homens...


(^.^)/*

Xavier disse...

terra natal do homem, qual?
esfera de fantasiar ou de ser realmente?

um copo de cólera apenas?

abraço forte, professor.

Mésmero disse...

Pois é, poi Zé...

Ilaine disse...

Luis!

Quisera saber fazer poesia como você.
Quisera saber comentar como o Eurico.

Bom, eu adoro tua escrita,bem sabes. As palavras... reveste-as de sentido e de beleza sem igual. Delas fazes poesia e canção. Um "chocalho de palavras", cheio de ritmo e rimas. Que bom que você voltou.

Maravilhoso ver você lá no baú.

Beijo

Andréia Alves Pires disse...

gostei daqui! :)

JOICE WORM disse...

Um dos homens ideais, está comigo!!
(haha... encontrei quando cruzei o oceano...). Mas há um, para cada mulher, assim como há uma mulher ideal para cada homem)... Palavra dos anjos.

isadora machado disse...

Tenho medo desse cidadão de bem. rsrsrsrs.

;)

renata disse...

Olá Luis, esses são os mais votados!
abraços

Ana Maria disse...

Estava com saudades.
Que bom que voltou.
Ótima semana!
Beijinhos!

jorge disse...

O que mais poderíamos esperar dos "bons e justos" "!?


Um abraço,

Jorge Elias

silva disse...

Valeu Luiz. Tá osso lidar cotidianamente com esse idílio. Santa hipocrisia.

silva disse...

valeu Luiz. Tá osso lidar com esse idílio. Santa hipocrisia.

São disse...

Rilke só poderia ter inspirado este bom poema, claro.
Feliz semana, meu caro Luís.