26 de set de 2010

O velho

em homenagem à minha filha,
e muito além de Édipo,
publico o novo poema que ela,
Raíssa, disponibilizou no
blog dela.
o endereço é: http://raissasofia.zip.net/
abaixo, o poema. Ela tem 15 anos recém-feitos.



E o velho assovia...

Assovia pra onde?

Assovia por onde?

Não sei.



E o velho assovia...

Assovia pra quê?

Assovia de quê?

Não sei.



E o velho assovia...

Assovia pra quem?

Assovia de quem?

Não sei.

E o velho andava...

Andava pra onde?

Por quê?

Não sei.

E o velho cantava,

E ele gritava,

E ele deitava,

E ele sonhava,

E ele brincava...

O velho vivia,

Morria,

Sorria,

Agredia,

Por quê? Nem ele mesmo sabia...

E ele queria saber o porquê de morrer,

Queria saber o porquê de viver,

Queria saber o porquê de amar,

Queria saber o porquê de assoviar,

Queria saber o porquê de cantar,

Queria saber o porquê de ser ele...

O velho queria saber o porquê de ser velho,

O porquê do vôo dos pássaros,

Do latido dos cachorros,

Do zunido das abelhas que o atormentavam,

Queria saber o porquê de não poder ser livre,

De não poder voar, de não saber cantar tão bem, de não ter o que assoviar.

Mas mesmo assim ele assovia, ele canta, ele voa, ele dança

ele anda, ele vive, vive, vive, e com sua cabeça branca, espera a morte chegar.

Ô, velho, me ensina a ser você?

9 comentários:

Coral disse...

legal!

visitei o blog da sua filha.

Jacinta Dantas disse...

Menina esperta, hein Luis!?
Fala do velho com admiração, respeito e um certo ar de inquietação. A você, meus aplausos por aplaudi-la assim, sem máscara, apenas sendo Pai.
Grande abraço

Carla disse...

Poema filosófico! A Raíssa tem a quem puxar... rsrs


Bjos

Renata Bomfim disse...

Olá Luis,como o tempo voa, a Raissa já está uma moça, com 15 anos... Lindo o poema! Agora vou lá no blog dela conferir as novidades
abraços
renata

Eurico disse...

A Raíssa tem só 15 aninhos. Meu Deus!
Com essa idade eu era um bobão. Aliás, eu ainda sou meio bobo.
Bem, Papai Luís,
tua menina está no bom caminho...
E já aprendeu com o velho.

Abraço fraterno nos dois, pai e filha!

Vanessa Souza Moraes disse...

para além do Édipo, a menina tem destreza com as palavras :)

Marisa Mattos disse...

"Se você diz vem às quatro da tarde, desde às três eu começarei a ser feliz."

(Antoine de Saint-Exupery).

Liz Motta disse...

Muito bom, com certeza tem a quem se inspirar...

Lua Nova disse...

Parece que vcs trabalharam o mesmo tema, cada um a sua maneira. Seu poema "Se acabou el miedo" e este de sua jovem poetiza. Ela parece que tem nas veias a poesia.
Parabéns.
Beijokas.