4 de dez de 2011

descaminhados


os descaminhos
de
roma
washington
pentágono
wall Street
oTAN

os descaminhos
dos
poderes
das
armas
dos
medos
das
máfias
dos
ricos
milicos

os descaminhos
dos sem
dinheiro
direito
pão
abrigo
dos ubíquos demos
sem cracia
hipocrisia

os descaminhos
dos
recusados
acusados
humilhados
incompreendidos
fodidos
esquecidos
bombardeados

os descaminhos
de si
de mim
de ti
em mim
em si
em ti

os
inacreditáveis
impossíveis
incompreensíveis
inverossímeis
imponderáveis
incontroláveis
inaceitáveis
insubordináveis
incríveis
descaminhos
mal falados
mal amados
mal analisados
mal vistos
mal compreendidos
mal apresentados
mal representados
mal pensados
mal editados

caminhos
carinhos
de
cosmológicos
ninhos

4 comentários:

Gisa disse...

Sem descaminhos como valorizar os caminhos?
Um grande bj

M. disse...

Por mim vedava-lhes qualquer caminho.

Lícia Dalcin disse...

Vi um nicho de ubiquidade acomodado em nenhures, talhado a capricho desvairado. Vi a perfeição instatisfeita de si. O desespero, o desespero dado a mim, que leio...aí está, está aí.

Bj

Lícia

Atitude do pensar disse...

Enquanto fui lendo acerca dos descaminhos, fui pensando nos desviantes desses descaminhos. Se ainda há uma esperança, ela encontra-se no que estes irão produzir, neste universo de meras reproduções.