26 de jul de 2012

fuga




te ofereço minha bunda
sim, imunda, vagabunda,
te ofereço minha morte
sim, profunda, sem tumba,
te ofereço minha sorte
sim, agourada, sem aura,
te ofereço meu cérebro,
sim, sem périplo, ébrio,
te ofereço meu coração,
sim, prostituído, sem emoção,
te ofereço meus rins
sim, vis, sem fins
te ofereço minha vida
sim, achada, oprimida
te ofereço meus órgãos
sim, organizado, tomado
te ofereço meu corpo
sim, inteiro, porco
dócil corpo fosco, tosco, morto
diabólico agente laranja de divinos hortos
todo seu, olho de Deus, meu Prometeu,
come, espião das alturas, o fígado que me deu
não o quero mais, fica pra ti, é todo seu
fujo de mim dando-me todo a ti, Serafim,
no sétimo dia em que nasci, descendi
de sua sexta asa, Supremo, sem medo de cair,
me viro ao avesso do inferno de seu reverso,
e verso de diverso de não querer-Te
sequer como sombra que assombra-Te
no assombrado humano boto fogo
na luz que em Ti pudesse me conduzir
poderoso ou vigoroso ou amoroso
dissinto-Te sem sentir-Te ao sumir-Te
de organizar-me, pois Te perdi
quando desorganizei-Te sem organizar-me
de gramática, de matemática, de simbólica prática,
não mais sei saber-Te
não mais sei a Política de sua Polícia
e desprezo o recheio de seu meio
que não me cicia nem vicia
razão da desrazão por que Te cuspo
pra longe do dentro do Cu de Si,
a me divertir sem curtir-Te, sem Ti,
que não O sinto pois não me sinto a mim
fugido que estou de de mim mesmo ao fugir-Te
não sendo eu mesmo Si
não sou de alguém,
nem de ninguém,
pois longe estou
de falar-Te
a verdade de mentir-Te
no mais longe que estou
de Si,
de Ti,
cada vez mais,
de mim

3 comentários:

Sonia Pallone disse...

Gostei do ritmo, da dança das palavras e do estilo diferenciado da tua poesia. Um beijo e obrigada pela visita ao Solidão de Alma.

Mery disse...

A dança das palavras ...é alucinante rs
A princípio lembrei de Nelson Rodrigues(?
Bem diferente, irônico ou irreverente (?
Estou seguindo.
Me siga também(?
Mesmo que não,
eu o seguirei, pois gostei do estilo das suas postagens.
Abraços.

Toninho disse...

Voce é imbativel nesta cosntrução com belo conhecimento das palavras e lhe dando uma vida incrivel.
Parabens amigo, encontrei dificuldades para abrir o comentario inclusive no texto atual das Araras nao consegui,vou voltar lá.
Meu abraço e Feliz Natal de muita paz e alegria.
Que em 2013 possamos estar juntos.