23 de jun de 2013

chantagens


Tudo é chantagem, por todo lado,
Alado, alando-se, desalado, tudo
É chantagem contra a liberdade
O pior de tudo é ceder
Às chantagens
Chantegeando-nos
Ao chantagear
Nas explicitas listas chantageadoras
Nas listas dos chantageados
Por buscarem um mundo sem chantagens
Encarnadas
A mais evidente chantagem
A de ser pobre
O encarnado chantageado
Olha que vou te matar
Você nada tem pra me empobrecer
Ou na de ser mulher
Olha que vou te calar
Você nada tem pra me femininizar
Ou na de ser negro
Olha que vou te prender
Você nada tem pra me enegrecer
ou na de ser gay
vou de sacanear
você nada tem pra me homossexualizar
Ou na lista dos saberes impróprios
Olha que vou te emburrecer
Você nada tem pra eu aprender
Ou nas listas secretas de chantagens
Tão secretas que existem sempre listas
Ainda mais secretas em secretas listas
Secretas de chantagens secretas
O segredo dentro do segredo dentro do segredo
Tal que tudo está explícito
Porque chantageados morremos
deixando de viver
fora das secretas explícitas chantagens
inclusive a chantagem de ter que se confessar
como pobre
como mulher
como negro
como índio
como gay
como ignorante
a chantagem de ter que ser
porque ser é ser chantageado
não sejamos
no
vicejemos
do
des
sejamos
des
queiramos
des
nudez
segredemos
no
degredo
dos
des
explícitos
segredos


3 comentários:

Lícia Dalcin disse...

Não podem papai mamãe saber; conte só para o silêncio em sua eter-nidade sincera. É mesmo como matar baratas, das cascudas, enormes, repugnantes. Bjos.

Jose Simoes disse...

Lendo seu artido na seção Mosaico do Observatório da Imprensa, com o título "As manifestações dos jovens de classe média", resolvi postar este, tendo em vista tê-lo achado muito interessante e esclarecedor!
Não usei o espaço do OI,para comentar, devido ter, há algum tempo, rompido com o mesmo, pois fui discriminado em meu comentário no artigo do moderador, Luiz Egypto sobre o artigo com o título "O Chaves que não era Chaves" gerou o meu afastamento.
Mas, voltando ao seu artigo, faço minha as palavras do comentário do João de Paiva, onde diz:
"Sábio e irretocável artigo do Professor Luís Eustáquio. Pena que poucos o leiam e comentem os artigos por ele escritos. Mas no que depender de mim, darei ampla divulgação."
Assim sendo, também me proponho a divulgar este seu artigo, pois sem dúvidas, ele esclarece e vem somar conhecimentos aos incautos que vêem o mundo cor de rosa, quando na realidade estamos todos sendo vigiados pelas Corporações!

São disse...

Que lhe dizer senão que seu texto demonstra uma notável lucidez?

Abraço de estima.