31 de dez de 2013

alteridade



Kar L Marx Cavalcante Cavalcante
29 de diciembre a la(s) 22:34 · Editado ·
5 anos da operação
chumbo fundido
Israel covardemente
Massacrou os palestinos
Usando
Aviões
Não tripulados
Helicópteros
Apaches
Caças f16
Mais
De 1500 palestinos
Assassinados
Queimados
Com
Fósforo
Branco
Mais de 200
Crianças
Dizimadas
Implacavelmente
A
Maior prisão
A
Ceu aberto
Do mundo
um
Auschwitz
Contra
Todo
Um
Povo
Que
Dura
Desde
1948
Com
O
Apoio
Da
ONU
E
Das
Potências
Ditas
Civilizadas
Ocidentais
E
O
Que
Vemos
É
Que
O
Povo
Que
Sofreu
Com
A
Segunda Guerra,
O judeu
Põe
As
Suas
Lideranças
Pra
Ressuscitar
Hitler
Chegou
O
Momento
De
Termos
Coragem
De
Dizer
De
Pensar
De
Agir
A
Vítima
Pode
Apaixonar-se
Pelo
Agressor
E
Encarná-lo
E
Retomá-lo
E
Descontar
Nos
Outros
O
Que
Sofreu
Na
Pele
Chegou
O
Momento
De
Dizer
Ser
Alteridade
Não
É
Garantia
Por
Si

De
Nada
Ser
Alteridade
É
Pra
Viver
Em
Alteridade
E
Não
Pra
Repetir
O
Passado
Genocida
Sofrido
Nas
Costas
De
Novas
Vítimas
Com
A
Desculpa
De
Reparo
Por
Danos
Sofridos
Temos
Que
Cobrar
Alteridade
Das
Alteridades
Isto
Agir
Em
Alteridade
Como
Outro
De
Outro
De
Outro
Sem
Repetir
O
antes
Obama
Não
Tem
Sido
Alteridade
Obama
É
Um traidor
Mata
Com
Aviões
Não
Tripulados
Antes
De
Tudo
Negros
Basta
Ver
Somália
Basta
Ver
O
Congo
Basta
Ver
Quais
Foram
Os
Primeiros
A
Serem
Dizimados
Em
Líbia
Basta
Ver
Quem
Está
Virando
Mendigo
Nos
Estados
Unidos
Com
A
Crise
Econômica
A
Mesma
Coisa
Podemos
Dizer
Em
Relação
A
Joaquim
Barbosa
Não
É
Em
Nome
De alteridades
De
Justiças
Que
Ele
Manda
Prender
Arbitrariamente
Despoticamente
Pelo
Contrário
É
Em
Nome
Da
Submissão
Do
Brasil
Ao
Racismo
Geral
Do
Ocidente
Da
Pobreza
Eterna
Do
Povo
Brasileiro
É
Preciso
Dizer
Barbosa
É
Um
Ditador
Assim
Como
O
Sionismo
Que
Massacra
Os
Palestinos
E
Foi
Determinante
Na
Guerra
Dos
Estados
Unidos
Contra
Iraque
Afeganistão
Líbia
Síria
Egito
Assim
Como
O
Sionismo
Retoma
Hitler
Barbosa
Retoma
As
Técnicas
De
Arbítrio
De
Tortura
De
Chibata
Da
Escravidão
Uma
Alteridade
Qualquer
Que
Seja
Feminina
Gay
Pobre
Negra
Indígena

Tem
Uma
Saída
Solidariedade
E
Mais
Alteridade
Através
Da
Invenção
De
Outro
Mundo
Uma
Alteridade
Tem
Que
Fazer
Valer
O
Nome
Alter
Outro
Tem
Que
Fazer
O
Que
Não
Existe
O
Que
Não
Acreditam
O
Que
Dizem
Ser
impossível
Um
Mundo
Sem
Cadeias
sem
prostituição
sem
neuroses
no
matriarcado
cosmológico
Em
Que
Todos
Sejamos
Igualmente
Livres
Uma
Alteridade
Qualquer
Que
Seja
Não
Existe
Como
Alteridade
Pra
Se
Afirmar
ou
Conquistar
Espaço
Próprio
Num
Mundo
Impróprio
Existe
Pra
Produzir
Um
Mundo
com
sua
energia
de
alteridade
com
sua
alegria
de
alteridade
com
sua
inteligência
de
alteridade
com
sua
beleza
de
alteridade
de
Igualdade
Sem
Elites
Sem
Ricos
Sem
Luxo
Um
Mundo
Todo
Nosso
Porque
De
Ninguém
O
Resto
É
Traição
É
Retorno
Do
Reprimido
Retorno
Do
Oprimido
Retorno
Do
Opressor
Ainda
Que
Disfarçado
De
Alteridade
Ainda
Que
Nos
Digam
Que
Estão
Fazendo
Justiça
Estão
Sim
Emprestando
Vendendo
Corrompendo
Seu
Sagrado
Rosto
De
Alteridades
Para
O
Perverso
Jogo
de
máscaras
dos
novos
bárbaros
tão
canalhas
cínicos
hipócritas
oportunistas
cruéis
genocidas
como
os
de
sempre
uma
alteridade
é
pra
ser
futuro
inventar
uma
nova
língua
uma
nova
civilização
uma
nova
Terra
Sem
Opressores
E
Oprimidos
Dizendo
Agindo
Vivendo
Despertando
Indicando
Sim
Todos
Somos
Alteridades
Igualmente
dentro
do
fora
das
fatalidades
num
mundo
de
singulares
vozes
quanto
mais
a
si
mesmas
se
criam
sem
contradição
alguma
com
as
coletividades
advindas
constelações
de
nunca
vistas
felicidades

Um comentário:

rafael alves de oliveira disse...

do-ca-ra-lho!!!!

cara, da uma passada no meu blog! acho q tu vai curtir!

http://essaporradevida.wordpress.com/